PROPONENTE - DOCUMENTÁRIO CARNAVAL DE NAVEGANTES, 42 ANOS DE HISTÓRIA

Nossa história começa no ano de 1978, com a origem de um dos maiores blocos de sujos do sul do país, o Navegay, que no ano de 2020, reuniu um público de aproximadamente 100 mil pessoas, segundo dados da Secretaria de Turismo de Navegantes.

A folia mais famosa da região iniciou em 1978, com um grupo de oito integrantes da família Souza, do bairro São Domingos. A turma queria se divertir na segunda-feira de carnaval, resolveram se fantasiar de mulheres e sair pelas ruas da cidade. Segundo Osair Souza, o primeiro nome do bloco foi “Banho da Dorotéia”, pois o grupo já fantasiado saiu em cima do caminhão de Norival Souza, com destino a praia central do município. Ele explica que no ano seguinte, o Grupo que já ganhava alguns simpatizantes, era chamado apenas de “Bloco da Dorotéia”.

Em 1980, o nome do bloco havia se transformado em “Naveguei”, no sentido de navegar, pois o grupo, que já envolvia componentes de todo o município, passou a atravessar o Ferry Boat e desfilar pelas ruas de Itajaí. A cada ano, mais pessoas se juntaram ao bloco, que passou a desfilar somente em Navegantes.

Com o passar dos anos, as mulheres começaram a participar também e o bloco ficou conhecido como “Navegay”, devido às fantasias de sexo oposto que os integrantes usavam. Vale ressaltar o Bloco não é uma “Parada Gay”. O público GLS é bem-vindo, assim como qualquer cidadão que queira brincar o carnaval de forma sadia, mas é importante esclarecer que o Navegay é apenas uma festa popular.

42 anos mais tarde, aquele que era um pequeno grupo de família, se transformou no maior bloco de sujos de toda a região, atraindo turistas do país inteiro.

Além da grande proporção que o Navegay tomou, paralelo a isso, em 1980, a mesma família Souza, no ano de 1980, fundou a Escola de Samba Unidos de São Domingos, levando para a avenida, fantasias e adereços, com uma bateria afinada, conquistando cada vez mais adeptos ao carnaval de rua.

Ainda na década de 80, foram fundados outros 3 blocos carnavalescos para desfile de rua, sendo o Bloco Estrelinha do Mar, Bloco D´Amizade e Bloco Cara e Coragem. Na década de 90, a passarela do samba navegantina ganhou mais duas agremiações, o Lambarulho e o Águia de Ouro. Já no ano 2002, surgiu a Escola de Samba Unidos do Amanhã, um projeto social do município.

Com o passar dos anos, o Navegay foi ganhando força e outros blocos de animação surgiram, para desfilar no domingo de carnaval.

Por ouro lado, o desfile das agremiações, com blocos e escolas de samba, com fantasias e adereços, foi perdendo espaço e atualmente, a história é contada somente por quem viveu, através de fotos.

Desta forma, o presente projeto tem por objetivo, resgatar essas histórias que um dia já foram sucesso na cidade, com depoimentos, fotos e imagens, apresentadas por foliões e responsáveis pelos blocos, que vão contar essa história através deste documentário.

Trazer ainda, informações sobre a Banda do Jacarezinho, um projeto realizado através da Lei de Incentivo à Cultura, que, através de artistas da cidade, alguns, filhos de antigos foliões, tenta trazer com músicas, o resgate do que um dia já foi o carnaval de Navegantes.

Segue a forma como será feita a pesquisa do documentário sobre a história do nosso carnaval navegantino.

Será feito um levantamento dos protagonistas destes 42 anos de história, que ainda estão vivos, e de familiares daqueles que já partiram, para que possam contar através de imagens, depoimentos e resgate de vídeos, a trajetória do carnaval de Navegantes, que vive o auge do bloco de sujos “Navegay”, mas que vive o fim do desfile de blocos e escolas de samba de um dos carnavais que já foi considerado destaque no estado de Santa Catarina. O objetivo é não deixar morrer a história, podendo esse documentário ser apresentado em escolas e eventos, valorizando a cultura local.

ASSISTA DOCUMENTÁRIO AQUI

VEJA MAIS EM: https://prosas.com.br/projetos/85295-carnaval-de-navegantes-42-anos-de-historia

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL
Olá, em que podemos ajudar? Sinta-se a vontade em me chamar no Whats.
Logo do Whatsapp